Oficina Vivencial de Biodanza
Casa Fontes de Cuidados

Profa. Esp. Maria Angelina Pereira

Assistente Social com Especialização em Administração Hospitalar, Gerontologia Social e Teorias e Técnicas para Cuidados Integrativos pela UNIFESP.
Diretora da Escola Paulista de Biodanza – Sistema Rolando Toro (SRT), foi membro do conselho cientifico da International Biocentric Foundation.
Atualmente é sócia fundadora e membro do Conselho Fiscal da Associação de Escolas Brasileiras de Biodanza – SRT (Escolas Biodanza Brasil).
Sócia de Maria Luiza Appy, com a qual facilita grupos de Biodanza, desde 1986 e com quem dirige a Escola Paulista de Biodanza, desde 1990.
Facilita Biodanza em vários segmentos sociais, educacionais e empresariais.
Membro do corpo docente de várias escolas de Formação em Biodanza na Europa, EUA, Japão e Brasil.
Ministra: workshop, palestras e cursos de Biodanza em grupos semanais, congressos, encontros, e nas escolas de formação docente em vários estados do Brasil , vários países da América Latina , na Europa e Japão.
Participa e assessora projetos sociais. É consultora na área empresarial, educacional e institucional.
Co-autora do Livro Oficinas de Sonhos e Realidade na Formação do Educador da Infância, lançado pela Editora Papirus 2003.
Co-autora do Livro Neuropsicologia.
Co-Idealizadora e supervisora dos vídeos institucionais de Biodanza: Rolando Toro Sua Voz e Sua Imagem - E Biodanza: A Poética do Encontro Humano.

EMENTA:

As Oficinas Vivenciais de Biodanza são a porta de entrada nos ‘rituais’ em Biodanza, ou seja, um convite para que cada pessoa possa iniciar seu processo de autodesenvolvimento.
No processo de desenvolvimento humano, cada um é convidado a redescobrir a arte de viver e ser feliz. Redescobrir seus ritmos, a melodia e a harmonia nos 3 níveis de vinculação (consigo, com o outro e com todos).
Resgatar sua criança interior, a pureza da criança, o espontâneo, o lúdico. Resgatar a sacralidade da vida.
Serão oficinas de 2 horas, em cada oficina focaremos novos aspectos da arte de viver e dançar a vida. Os participantes são convidados a vivenciar os mistérios da vida de forma lúdica, afetiva, criativa, propiciando a redescoberta da importância da amizade, do vínculo e do poder do grupo.

OBJETIVOS:

  1. Facilitar de modo progressivo vivências lúdicas, afetivas, criativas de integração motora, afetivo motora, sensitivo motora e de autorregularão propiciando uma sensação de bem estar e de pertencimento;
  2. Desenvolver a percepção vivencial da importância do ritmo, da melodia, da harmonia na convivência social para o fortalecimento de vínculos interpessoais e de qualidade de vida;
  3. Criar condições para que cada um possa fluir, flexibilizar e experimentar movimentos que emergem dos mistérios humanos;
  4. Estimular vivencias de expressão das emoções e dos potenciais humanos (vitais, criativos, afetivos, sexuais e transcendentes);
  5. Trabalhar a expressão dos elementos da natureza.

CALENDÁRIO: Calendário de 2019 (Em Breve)