Oficina de Arteterapia: A Criação de Mandalas na História e na Arte de Povos e Tradições
Casa Fontes de Cuidados

Prof. Esp. Bruno Patto

Formado em Artes Visuais pela Universidade Santa Cecilia;
Especialização em Teorias e Técnicas para Cuidados Integrativos pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP);
Especialização em Arteterapia pela Universidade Paulista;
É Professor de Artes Plásticas na Prefeitura da Cidade de Atibaia;
Faz parte da Equipe Transdisciplinar do Ambulatório de Cuidados Integrativos do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da UNIFESP/ Hospital São Paulo e, é Assessor Artístico e Técnico do Curso de Especialização em Teorias e Técnicas para Cuidados Integrativos da UNIFESP;
Participou de diversas exposições artísticas no Brasil e no Exterior.

EMENTA:

Ao longo de toda a sua história, em todas as culturas, o homem sentiu a necessidade de criar formas e imagens com grande senso de ordem, harmonia e, que pudesse se organizar em torno de seu centro; estas imagens são conhecidas, hoje em dia com o nome de Mandalas.
Nesses seis (6) encontros, que comporão a Oficina teórico-vivencial de Arteterapia, nos inspiraremos em diferentes tradições do mundo, para experimentarmos a criação de MANDALAS por meio de diversas técnicas artísticas de maneira a internalizar múltiplas estratégias de criação, necessárias para a produção de uma obra de arte que manifesta nossos sentimentos, pensamentos e ações mais significativos do nosso inconsciente pessoal, coletivo e numinoso.
Em cada oficina será apresentada uma nova forma de mandala e, será contextualizada a partir de uma tradição cultural do mundo, na qual ela faz parte. Após esta apresentação cada participante irá realizar a sua própria mandala utilizando a técnica aprendida, com base em sua essência co-criador e autotransformadora.

OBJETIVOS:

  1. Conhecer manifestações artísticas de diferentes tradições culturais;
  2. Reconhecer o seu potencial criativo;
  3. Experimentar e sentir novos materiais e técnicas artísticas;
  4. Criar diferentes situações para estimular a criatividade;
  5. Vivenciar o poder curativo das mandalas;
  6. Honrar tradições ancestrais.

CALENDÁRIO: Calendário de 2019 (Em Breve)